9 de agosto de 2015

Como se lida com isto?




No atendimento temos que levar com muito tipo de gente que nos faz pensar procurar outra profissão, gente mal educada, crianças mimadas - e adultos mimados ainda pior, gente com inteligência limitada, novos-ricos, e por aí fora, estamos sujeitos e não há nada a fazer, é aguentar e fazer de conta que nada nos ofende ou tira do sério! Na verdade arranjamos facilmente mecanismos para nos sabermos defender destas situações.
Mas há uma situação insuportável, supera a criancinha que começa aos berros e nos dá uma dor de cabeça, aturar casais a quem ninguém teve a coragem de dizer que a relação deles já acabou e eles, distraídos, não deram por nada e continuam juntos e pior, vão às lojas juntos!
Quem está no atendimento sabe que para uma grande parte das pessoas não passamos de "mecos" ao seu serviço e pensam que somos transparentes, surdos, burros... e, por isso, fazem cenas que agradecíamos não ter que assistir!
Entra um dos elementos do casal, fica indeciso sobre duas peças, começas a fazer tudo o que está ao teu alcance para ajudar - é difícil ajudar pessoas que não sabem o que querem, quando ouves "Deixe vir o meu marido/mulher para me ajudar a escolher!". Ui, ui, ui!! Já andas nisto há uns anos e ficas preparadíssimo para a chegada do dito cônjuge, namorado, lá o que for. Sabes por experiência que é a partir dessa chegada que tudo pode correr muito bem - a pessoa decide, leva, paga e desampara a loja ou, muito mal!! 
Como és um "meco" ouves coisas e vês cenas mesmo muito tristes, algumas comoventes é certo, outras muito ridículas e lá juntas uns episódios constrangedores à tua vida! Desde discussões e insultos a uma cortante indiferença ficas lá no meio com pena dum ou raiva dos dois! 
"Dá-me aqui uma opinião! Quero lá saber de ti para alguma coisa! "
"Fica-me melhor este ou este? A cara fica a mesma não fica?!..."
"Levo este ou este? E eu que pague não é? Vê-se bem que não te custa a ganhar, se trabalhasses!"
É só somar, nada do que dizem é pior que os olhares de desprezo e nojo!
Como se lida com isto?
NÃO SEI!
Se há uma receita para lidar com estas situações que não envolva fazeres-te de parvo ficares por uns segundos na tentativa de forçares uma escolha ou uma desistência total para eles irem embora rápido, alguém avise!
(E quando o humilhado não percebe sobre a arte do disfarce - já que o humilhador não tem vergonha na cara, e prolonga a situação aumentando a tua agonia?!)
Senhores e senhoras que mantêm relações de fachada, por favor, sejam hipócritas e bons actores de teatro quando entram num local onde alguém vos vai atender, façam-se de casal a sério, ou façam compras com os amigos e amigas em vez de andarem juntos ou, melhor ainda, divorciem-se!


1 comentário:

  1. Tão mas tão verdade!! Já passei por muitas situações dessas!

    ResponderEliminar